“ Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que

tem a serenidade para se esvaziar e sensibilidade para aprender.”

Augusto Curry

 

Na construção do Projeto Pedagógico são consideradas algumas metodologias que permitem o favorecimento da criatividade, da autonomia e da colaboração. Caberá a cada profissional adotar a metodologia que mais se adequa aos objetivos desenhados no Projeto Educativo da Instituição e no Projeto Pedagógico de Sala e/ou Plano de Atividades Socioculturais.
Conjugando os objetivos gerais da Instituição, com os objetivos específicos de cada resposta social, definem se os objetivos diretivos a cada sala/serviço. O modelo condutor das intervenções é linear a todos os Projetos, ou seja, a conceção de que a aprendizagem/experiências deverá ser uma experiência pessoal que requer a participação ativa do utente/cliente, e que o papel do Educador/Professor/Encarregado de educação/Família é o de facilitador e motivador dessas aprendizagens.

 

“LUGARES DE EXPERIÊNCIAS, LUGARES DE EXPRESSÃO”

O projeto curricular de grupo, terá como ponto de partida a criação de espaços e tempos pedagógicos que valorizem e potenciem a experiência e a expressão, os saberes e as culturas das crianças em diálogo profícuo e recíproco com os saberes e as culturas dos adultos.
De facto, a criação de um ambiente que apoie as crianças, que as estimule e que as desafie, as crianças, com o desejo e a curiosidade que lhes é inata no querer compreender o mundo, serão capazes de aproveitar todas as oportunidades para comunicar, questionar, resolver problemas, querer saber mais, debater, organizar e ouvir. Por outro lado, a experiência, ao criar laços entre a criança e o mundo, necessita de ser narrada. Ao narrar, a criança revela os seus modos de pensar acerca da vida, do viver, do aprender, do eu, dos outros, das relações. Nesta linha orientadora, os meios de comunicação assumirão um papel preponderante, com destaque para o jornal, a revista e a televisão.
E assim, assumindo a pedagogia em participação, a documentação (nas suas várias vertentes e nos diferentes códigos de comunicação) permitirá narrar a experiência e a expressão da criança e do grupo, dar-lhes significado e (re)significá-las. E, paulatinamente, as crianças construirão e celebrarão realizações.


 

“GERAÇÃO COMUNIC’ARTE”

Conscientes do valor e do poder que os meios de comunicação têm na sociedade, em especial na vida dos mais novos, desde muito cedo marcados pelo crescimento num ecossistema mediático, neste projeto pedagógico “Geração Comunic’arte” procuraremos perceber qual a importância da aposta na educação para o uso crítico e responsável dos meios de comunicação. Ao longo do ano será analisado o papel que estes assumem ao lado dos tradicionais agentes de socialização (família e escola); bem como exploraremos os meios de comunicação de forma individualizada e sua especificidade. Como forma complementar das aprendizagens, realizaremos uma visita de estudo por mês, a cada um desses meios de comunicação. O envolvimento parental acontecerá de uma forma mais intensiva e dinâmica, no desenrolar deste projeto.


 

“ONLINE:SEMPRE COMUNICANDO”

Os meios de comunicação estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia. Olhamos à nossa volta e estamos rodeados por diversos meios de comunicação, que há alguns anos atrás podiam ser desconhecidos das crianças. Hoje fazem parte do seu dia a dia, entram nas suas rotinas de forma tão natural, que nem chegam a questionar que, algum dia mais remoto, esses meios de comunicação não existiam. A internet teve a capacidade de pôr em questão os restantes meios de comunicação. Queremos saber as notícias, vamos à internet, queremos ver um jogo de futebol ou um filme, vamos à internet, etc. Em contrapartida, a criança está tão familiarizada com este meio de comunicação, que, como se ouve muitas vezes dizer: “parece que já nasceu ensinada”, verificamos uma enorme facilidade em aceder à internet. Esta facilidade pode ser benéfica, pois a internet é um importante meio para aquisição de conhecimentos, fonte de comunicação e partilha de informação.


Copyright © Centro Social da Paróquia de Castelões || Construído por: KeepDoing